CPJ em português

março 30, 2020 12:02 AM ET

Notícias   |   Brasil

Brasil restringe acesso a informações do governo em meio à emergência do COVID-19

O presidente brasileiro é visto em Brasília em 20 de março de 2020. Jair Bolsonaro aprovou recentemente uma medida provisória restringindo o acesso a registros públicos. (Reuters / Ueslei Marcelino)

Rio de Janeiro, 26 de março de 2020 - As autoridades brasileiras não devem usar a crise do coronavírus como desculpa para restringir o acesso às informações do governo, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

março 26, 2020 6:22 PM ET

Também disponível em
English

Assessoria de Segurança , China

Recomendações de segurança do CPJ: Cobrindo o surto de coronavírus

Policiais e soldados verificam passageiros saindo da principal estação ferroviária de Milão, na Itália, em 9 de março de 2020. O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte assinou um decreto de quarentena em 8 de março para a região norte do país, na tentativa de impedir a propagação do novo coronavírus. (Claudio Furlan/LaPresse via AP)

Atualizado em 17 de março de 2020

O vírus COVID-19 (também conhecido como novo coronavírus) agora está presente em todos os continentes, exceto na Antártica, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

março 16, 2020 7:12 PM ET

Também disponível em
English, Español, العربية, Türkçe, Français, Русский

Notícias   |   Paraguai

Jornalista brasileiro Léo Veras baleado e morto no Paraguai

Parentes do jornalista brasileiro Leo Veras carregam seu caixão em Pedro Juan Caballero, Paraguai, em 13 de fevereiro de 2020. Veras foi morto em sua casa em 12 de fevereiro (AP / Marciano Candia)

Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 2020 - As autoridades do Brasil e do Paraguai devem trabalhar juntas para investigar de forma rápida e minuciosa o assassinato do jornalista brasileiro Lourenço "Léo" Veras e levar os responsáveis ​​à justiça, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

fevereiro 18, 2020 9:50 AM ET

Também disponível em
Español, English

Notícias   |   Brasil

Jornalista Patrícia Campos Mello enfrenta campanha de assédio online

Um jornalista da equipe de verificação de fatos da AFP trabalha no escritório da agência France-Presse, no Rio de Janeiro, Brasil, em 27 de setembro de 2018. Em 11 de fevereiro de 2020, a jornalista brasileira Patrícia Campos Mello enfrentou uma campanha de assédio online após alegações feitas durante uma audiência no Congresso sobre notícias falsas. (AFP / Maruo Pimentel)

Rio de Janeiro, 12 de fevereiro de 2020 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas(CPJ) condenou hoje a campanha de assédio online contra a jornalista brasileira Patrícia Campos Mello.

fevereiro 13, 2020 11:19 AM ET

Também disponível em
English

Notícias   |   Brasil

Procurador brasileiro deve arquivar acusações contra Glenn Greenwald

Em uma foto de 10 de julho de 2019, o jornalista Glenn Greenwald é visto em sua casa no Rio de Janeiro, Brasil. Um procurador público federal do Brasil acusou, em 21 de janeiro de 2020, Greenwald de crimes como associação criminosa e invasão de dispositivo eletrônico em conexão com uma série de reportagens publicados no The Intercept Brasil desde junho de 2019. (AP Photo / Leo Correa)

Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 2020 - As autoridades brasileiras devem arquivar imediatamente as acusações contra o cofundador e editor do The Intercept Brasil, Glenn Greenwald, e abster-se de processar jornalistas por sua comunicação com fontes, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

janeiro 23, 2020 2:00 PM ET

Também disponível em
English

Notícias   |   Brasil

Polícia agride e detém jornalistas que cobrem protestos em São Paulo

Policiais em São Paulo, Brasil, em 7 de janeiro de 2020. Em meio a protestos recentes, a polícia deteve e atacou jornalistas. (Reuters/Amanda Perobelli)

Rio de Janeiro, 10 de janeiro de 2020 - As autoridades brasileiras devem investigar sem demora as supostas perseguições e ataques policiais contra jornalistas que cobrem protestos em São Paulo e garantir que os repórteres possam realizar seu trabalho com segurança nas manifestações, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

janeiro 10, 2020 6:14 PM ET

Também disponível em
English

Juiz adia julgamento pela morte em 2012 de radialista brasileiro citando falta de recursos

Cenário de uma sessão do Supremo Tribunal Federal brasileiro, em 23 de abril de 2019. Um juiz de Goiás suspendeu recentemente o julgamento do assassinato de um cronista esportivo alegando que as instalações eram inadequadas para a realização. (Reuters/Adriano Machado)

Rio de Janeiro, 20 de dezembro de 2019 - As autoridades brasileiras devem retomar o mais breve possível o julgamento dos supostos assassinos do comentarista esportivo Valério Luiz de Oliveira e garantir que a justiça seja cumprida sem mais demoras, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

dezembro 20, 2019 4:12 PM ET

Também disponível em
English

Comunicados de imprensa

Síria e México foram os países mais letais para jornalistas em 2019

À medida que conflitos e assassinatos em represália declinaram, o número total de jornalistas mortos pelo exercício profissional caiu acentuadamente

Nova York, 17 de dezembro de 2019 – A cifra de jornalistas mortos por realizar o seu trabalho caiu em 2019 para o nível mais baixo em 17 anos, tendo em vista que perigosos conflitos regionais se estabilizaram e a quantidade de jornalistas assassinados em represália por suas coberturas informativas foi o mais baixo desde que o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) começou a monitorar essas ocorrências, de acordo com sua análise anual. O levantamento abrange os casos registrados entre 1º de janeiro e 13 de dezembro de 2019.

dezembro 17, 2019 12:01 PM ET

Relatórios   |   Afeganistão, México, Saudi Arabia, Syria

Número de jornalistas mortos cai acentuadamente com a queda recorde no número de assassinatos em represália por seu trabalho

Flores cobrem o caixão do jornalista mexicano Jorge Celestino Ruiz Vazquez, morto em agosto no estado de Veracruz. Ruiz é um dos pelo menos cinco jornalistas assassinados em retaliação por seu trabalho no México em 2019. (Reuters/Oscar Martinez)

À medida que as guerras diminuíram e houve uma baixa recorde no número de jornalistas assassinados em represália por sua cobertura informativa, a cifra total de jornalistas mortos em decorrência de seu trabalho teve um declínio marcante em 2019. Um relatório especial do CPJ por Elana Beiser

dezembro 17, 2019 11:59 AM ET

Tags:

Mídias sociais

Ver tudo »