Europa/Ásia Central

  

Em meio ao COVID-19, o prognóstico da liberdade de imprensa é sombrio. Aqui estão 10 sintomas para acompanhar

Por Katherine Jacobsen A pandemia do COVID-19 desorientou as autoridades de saúde pública, levou a economia global a entrar em choque e mergulhou em crise os governos em toda parte. Ela também reformulou a maneira como os jornalistas trabalham, principalmente porque autoridades em muitos países citaram o contágio como uma razão para reprimir a mídia….

Read More ›

Jornalista libanesa usa o telefone celular usando máscara e luvas descartáveis no Hospital Universitário Rafik Hariri em Beirute, Líbano, em 22 de fevereiro de 2020. (AP/Bilal Hussein)

Recomendações de Segurança do CPJ: Segurança digital durante a pandemia do COVID-19

A atual situação global da saúde sofreu mudanças na forma como os jornalistas fazem seu trabalho, com um número crescente realizam suas atribuições em casa, em vez de em uma redação. Isso está criando problemas de segurança digital para jornalistas e meios de comunicação que ainda precisam trabalhar durante a epidemia de coronavírus.

Read More ›

O CPJ e 192 organizações parceiras instam o Secretário-Geral da ONU a agir para garantir a libertação de jornalistas presos em meio ao COVID-19

5 de maio de 20200 Secretário-Geral António GuterresNações UnidasSala NL-3019Nova Iorque, NY 10017 Enviado por e-mail

Read More ›

Recomendações de segurança do CPJ: Cobrindo o surto de coronavírus

Atualizado em 28 de abril de 2020 A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de COVID-19 (novo coronavírus) uma pandemia em 11 de março de 2020, e o número de casos continua a aumentar globalmente, segundo a OMS.

Read More ›

Flores cobrem o caixão do jornalista mexicano Jorge Celestino Ruiz Vazquez, morto em agosto no estado de Veracruz. Ruiz é um dos pelo menos cinco jornalistas assassinados em retaliação por seu trabalho no México em 2019. (Reuters/Oscar Martinez)

Número de jornalistas mortos cai acentuadamente com a queda recorde no número de assassinatos em represália por seu trabalho

À medida que as guerras diminuíram e houve uma baixa recorde no número de jornalistas assassinados em represália por sua cobertura informativa, a cifra total de jornalistas mortos em decorrência de seu trabalho teve um declínio marcante em 2019. Um relatório especial do CPJ por Elana Beiser

Read More ›

10 países mais censurados

10 países mais censurados Eritréia Coreia do Norte Turcomenistão Arábia Saudita China Vietnã Irã Guiné Equatorial Bielorrússia Cuba Metodologia Infográfico Vídeo Comunicado de imprensa Também disponível English Español 中文 Русский العربية Français فارسی Governos repressivos usam censura digital e vigilância sofisticadas, juntamente com métodos mais tradicionais para silenciar a mídia independente. Um relatório especial do…

Read More ›

O jornalista saudita Jamal Khashoggi fala em um evento organizado pelo Middle East Monitor [Monitor do Oriente Médio] em Londres, em 29 de setembro de 2018. Ele foi morto no consulado saudita em Istambul, na Turquia, em 2 de outubro. (Middle East Monitor/Handout via Reuters)

Quase o dobro de jornalistas assassinados em represália por seu trabalho eleva o número de jornalistas mortos

Jornalistas da Arábia Saudita ao Afeganistão e aos EUA foram alvo de assassinato em 2018 em represália por seu trabalho, elevando o total de jornalistas mortos em serviço para a mais alta cifra em três anos. O número de jornalistas mortos em conflitos caiu para o nível mais baixo desde 2011. Um relatório especial do…

Read More ›

O jornalista da Reuters, Kyaw Soe Oo, é levado algemado de um tribunal em Yangon em setembro. Ele e seu colega Wa Lone estão cumprindo penas de sete anos de prisão em Mianmar. (Reuters / Ann Wang)

Centenas de jornalistas presos em todo o mundo se torna a norma

Pelo terceiro ano consecutivo, 251 ou mais jornalistas estão presos em todo o mundo, sugerindo que a abordagem autoritária à cobertura crítica de notícias é mais do que um pico temporário. China, Egito e Arábia Saudita aprisionaram mais jornalistas do que no ano passado, e a Turquia continuou sendo o pior carcereiro do mundo. Um…

Read More ›

China é a pior carcereira da imprensa do mundo; total mundial é o segundo pior já registrado

Mais de 200 jornalistas estão presos por conta de seu trabalho pelo terceiro ano consecutivo, refletindo um aumento do autoritarismo no mundo todo. A China é a pior carcereira de jornalistas do mundo em 2014. Um relatório especial do CPJ por Shazdeh Omari

Read More ›

O Caminho para a Justiça

Quebrando o ciclo de impunidade no assassinato de jornalistas A falta de justiça em centenas de assassinatos de jornalistas em todo o mundo é uma das maiores ameaças à liberdade de imprensa hoje. Enquanto a atenção mundial para a questão tem crescido durante a última década, houve pouco progresso na diminuição das taxas de impunidade.…

Read More ›