A picture taken on October 1, 2019, shows the logos of mobile apps Instagram, Snapchat, Twitter, Facebook, Google, and Messenger. (AFP/Denis Charlet)
Foto tirada em 1º de outubro de 2019 mostra os logotipos dos aplicativos móveis Instagram, Snapchat, Twitter, Facebook, Google e Messenger. (AFP/Denis Charlet)

Segurança digital: proteção contra ataques online direcionados

Jornalistas que fazem reportagens sobre informações erradas, teorias da conspiração e / ou ‘notícias falsas’ /desinformação são frequentemente vulneráveis ​​a ataques virtuais por aqueles que originam ou apoiam essas visões, bem como por pessoas com fortes tendências políticas. Os que apoiam a disseminação desse tipo de informação on-line podem organizar ataques coordenados com o objetivo de forçar jornalistas a ficar offline e desacreditar sua reputação. Os profissionais de mídia que abordam esses problemas podem tomar medidas para gerenciar seu perfil on-line e proteger suas contas para limitar os danos causados ​​pelos agressores na Internet.

Gerencie sua presença on-line

Agressores on-line coordenados vão se preparar para atingir você diretamente. Isso envolverá um grande número de pessoas acessando seus sites de mídia social e bancos de dados públicos na Internet para obter detalhes pessoais sobre você. Eles podem usar seus dados pessoais, como sua localização, para ameaçar você ou seus familiares. Também podem procurar fotos pessoais suas e manipular a imagem como uma maneira de assediá-lo, desacreditá-lo ou envergonhá-lo.

● Revise as informações disponíveis sobre você na Internet e anote os sites em que essas informações são mantidas

Tome medidas para remover qualquer informação que não se sinta à vontade em ter em domínio público e / ou que o possa colocar em risco, como seu endereço ou fotos de seus filhos.

● Esteja ciente de imagens suas disponíveis on-line e pondere como elas podem ser usadas contra você

● Inscreva-se em sites de remoção de dados para remover seu endereço de bancos de dados públicos

● Verifique as configurações de privacidade de suas contas de mídia social para ver quais informações estão disponíveis para outras pessoas. Remova ou limite o acesso ao conteúdo que você considere que poderia ser usado para desacreditá-lo ou colocá-lo em risco

● Desative o rastreamento de local em todas as suas contas de mídia social

● Lembre-se de que uma cópia de qualquer informação que você tenha on-line provavelmente existe de alguma forma na internet, mesmo depois de removida. Por exemplo, em serviços de arquivo na Internet

Proteja suas contas

Os invasores on-line também podem tentar obter acesso às suas contas. Eles fazem isso para obter informações pessoais sobre você, bloqueá-lo de suas contas e publicar conteúdo oriundo de suas próprias contas que possam desacreditá-lo. Jornalistas podem tomar uma série de medidas para protegê-las. O ideal é que essas etapas sejam tomadas antes que um ataque ocorra.

● Ative a autenticação de dois fatores (2FA) para todas as suas contas, incluindo e-mail, contas de mídia social e todas as que possam conter seus dados financeiros

● Use um gerenciador para criar senhas longas e exclusivas com mais de 20 caracteres para todas as suas contas na Internet

● Monitore suas contas e procure alertas dos provedores de serviços on-line sobre qualquer atividade incomum

● Separe suas informações on-line. Use contas de mídia social para trabalho e outras para uso pessoal. Por exemplo, evite ter fontes e membros da família como amigos em sua conta do Facebook. Isso significa que, se um invasor obtiver acesso a uma conta, ele só terá acesso a informações sobre uma parte da sua vida, não ambas

● Considere tornar algumas ou todas as suas contas de mídia social privadas durante um ataque

Fale com os outros

Se a sua cobertura especializada atrair assédio em massa on-line e você tiver receio de ser alvo, considere falar com outras pessoas sobre esse abuso. Isso pode ajudar você a se preparar e gerenciar um ataque. Considere seguir os seguintes passos:

● Pense em criar uma rede de colegas, amigos e familiares que possa assumir o monitoramento de suas contas e ajudá-lo com o isolamento que o assédio on-line geralmente causa

● Pense em contar à sua família e amigos sobre o assédio na Internet. Os agressores on-line geralmente têm como alvo os membros da família, por isso é importante que eles aprendam como reduzir o acesso externo a suas contas de mídia social

● Descubra se o meio de comunicação para o qual trabalha possui uma política de assédio on-line. Considere conversar com seu editor e sua equipe sobre como obter apoio no trabalho

Lidar com assediadores

Responder a quem o está assediando pode, muitas vezes, antagonizar a situação. Em um ataque on-line direcionado, um alto número de agressores virtuais significa que os jornalistas não terão condições de acompanhar o número de comentários, mensagens diretas e e-mails e, talvez, não sejam capazes de usar suas contas de mídia social para trabalhar. As etapas a seguir podem ser úteis ao lidar com uma elevada quantidade de agressores na Internet:

● Esteja ciente de que os provocadores on-line estão procurando antagonizá-lo e provavelmente aumentarão a quantidade de agressão on-line se você responder a eles

● Entenda que nem todas as contas que o atacam são de pessoas reais. Algumas podem ser  automatizadas e outras podem ser pessoas pagas por outros para assediar pessoas na internet

● Crie um sistema para documentar abusos, especialmente qualquer coisa que você considere ameaçadora e que possa levar a um ataque físico. Documente também contas que o controlam regularmente. Você deve pedir ajuda para fazer isso se sentir que as ameaças estão afetando seu bem-estar.

● Faça capturas de tela da agressão, incluindo a mensagem ou imagem ofensiva, a data, a hora e o nome ou o identificador do assediador. Crie uma linha do tempo do abuso, pois isso pode ser útil ao falar com o meio de comunicação em que trabalha ou com as autoridades.

● Considere bloquear ou silenciar contas que o estão assediando. Se você denunciar abuso a uma empresa de mídia social, anote na sua documentação a data e a hora em que você fez a reclamação

● Depois que o ataque acabar, convém verificar quem estava por trás dele e seus motivos para atacá-lo

Para obter mais informações sobre como proteger seu perfil on-line, consulte Removendo seus dados pessoais da Internet. Leia o Aviso de Segurança Digital do CPJ sobre a cobertura do COVID-19 para obter mais informações sobre como ficar  mais seguro enquanto trabalha em casa.