Ataques contra a imprensa

Ataques contra a imprensa

Jornalistas pelejam com o aumento do poder de extremistas europeus

Por Jean-Paul Marthoz

Simpatizantes do partido de extrema-direita Aurora Dourada erguem chamas para celebrar os resultados das pesquisas em Salónica, na Grécia, em 6 de maio de 2012. (Reuters / Grigoris Siamidis)

Atenas, 6 de maio de 2012. Os jornalistas presentes à noite da entrevista coletiva da triunfal eleição do Aurora Dourada são ordenados a se levantar quando o líder do grupo, Nikos Michaloliakos, entra na sala. "Levanta! Levanta! Mostre seu respeito!", grita o mestre de cerimônias, um careca agitado, vestido de preto, uma pessoa de difícil trato. Os jornalistas que se recusam a cumprir a determinação são convidados a deixar a sala.

abril 27, 2015 11:00 AM ET

Também disponível em
English, Español, Français

Ataques contra a imprensa

Vigilância força jornalistas a pensar e agir como espiões

Por Tom Lowenthal

Grafite atribuído ao artista de rua Banksy é visto perto dos escritórios da agência de espionagem da Grã-Bretanha, sede das Comunicações do Governo, ou GCHQ (na sigla em inglês), em Cheltenham, Inglaterra, em 16 de abril de 2014. (Reuters / Eddie Keogh)

Era uma vez um jornalista que nunca revelou uma fonte confidencial. Quando alguém vem a público, de forma anônima, para informar a população, é melhor arriscar algum tempo na prisão do que identificá-lo. Esta responsabilidade ética também se constitui numa necessidade prática e profissional. Se você promete anonimato, você é obrigado a cumprir. Se você não pode manter a sua palavra, quem vai confiar em você no futuro? As fontes irão procurar outras pessoas e as histórias não chegarão a você.

abril 27, 2015 11:00 AM ET

Também disponível em
English, العربية, Español

Ataques contra a imprensa

Entre o conflito e a estabilidade: Jornalistas no Paquistão e no México lidam com ameaças diárias

Por Daniel DeFraia

Jornalistas mexicanos seguram fotos de colegas mortos durante uma manifestação na Cidade do México, em 23 de fevereiro de 2014, contra o sequestro e assassinato de repórter de Veracruz Gregorio Jimenez de la Cruz. (Reuters/Henry Romero)

O jornalista paquistanês sabia do risco, mas mesmo assim ele escreveu a história sobre os militantes. Anos antes, ele havia sido baleado, depois de fazer uma reportagem sobre mais um assunto tabu, mas para ele o trabalho freelance era emocionante, mesmo depois que ele teve que se casar com sua namorada em segredo e fugir do Paquistão sem ela - e mesmo agora, desde que começaram os pesadelos.

abril 27, 2015 11:00 AM ET

Também disponível em
English, Español

Ataques contra a imprensa   |   Paraguai

Protegido por guarda-costas, repórter escreve da fronteira do Paraguai

Por John Otis

Cándido Figueredo, veterano repórter especializado na cobertura de crimes na fronteira do país do maior jornal do Paraguai, viaja com guarda-costas armados nas raras ocasiões em que deixa a segurança de sua casa. (John Otis)

Tal como um fascinante artigo de fundo de uma de suas matérias sobre traficantes de cocaína a chefões de quadrilhas, o jornalista paraguaio causa uma dramática primeira impressão.

abril 27, 2015 11:00 AM ET

Também disponível em
Español, English

Ataques contra a imprensa

Transmitindo assassinatos: militantes utilizam a imprensa para fins mortais

Por Joel Simon e Samantha Libby

Um militante usa um telefone celular para filmar os companheiros combatentes do Estado Islâmico que participam de uma parada militar ao longo das ruas da província de Raqqa na Síria em 30 de junho de 2014. (Reuters)

Notícias do assassinato do jornalista James Foley, em 19 de agosto de 2014, surgiram não na imprensa, mas no Twitter. Os órgãos de imprensa enfrentaram questões agonizantes sobre como reportar o homicídio e que partes do vídeo mostrar. Se um grupo ou indivíduo comete um ato de violência e, em seguida, o filma, como as organizações da imprensa tradicional podem noticiá-lo sem amplificar a mensagem de propaganda?

abril 27, 2015 11:00 AM ET

Também disponível em
English, Français, Español, العربية

Ataques contra a imprensa

Por conta própria: mais freelancers significa menos apoio, maior perigo

Por Robert Mahoney

Uma repórter corre juntamente com um combatente rebelde, fugindo de atiradores perto de Aleppo, na Síria, 10 de outubro de 2014. (Reuters/Jalal Al-Mamo)

Matthieu Aikins provavelmente não passearia pelo Afeganistão novamente da forma que fez seis anos atrás.

abril 27, 2015 11:00 AM ET

Também disponível em
English, Español, العربية, Français, Русский, Türkçe

Ataques contra a imprensa

Os 10 países que mais censuram

Eritreia e Coreia do Norte estão em primeiro e segundo lugar entre os países que mais utilizam a censura no mundo, segundo uma lista compilada pelo Comitê para a Proteção dos Jornalistas dos 10 países onde a imprensa sofre mais restrições. A lista é baseada em pesquisas sobre o uso de táticas que vão desde a prisão e leis repressivas, até ao assédio a jornalistas e restrições de acesso à internet.

abril 21, 2015 10:00 AM ET

Também disponível em
English, Español, العربية, Français, Русский

Ataques contra a imprensa

Ataque à Imprensa em 2013

Informes da linha de frente e ensaios analíticos de especialistas do CPJ cobrem uma variedade de temas de muita importância para jornalistas. Os governos recolhem dados e o conteúdo da comunicação de jornalistas. Os meios de comunicação e o dinheiro se envolvem em um cabo de guerra, com os donos de meios receosos de desfavorecer a China e anunciantes capazes de exercer uma influência surpreendente. Na Síria, os jornalistas estão decididos a informar em meio ao caos e o conflito. No Vietnã, o governo soma esforços para controlar a Internet. E em nível global, eliminar as testemunhas se converteu em um método muito simples para evadir da justiça nos casos de jornalistas assassinados.

fevereiro 12, 2014 2:00 AM ET

Ataques contra a imprensa   |   Bangladesh, China, Egypt, Equador, Rússia, Syria

CPJ - Países em Risco: onde a liberdade de imprensa está ameaçada

Vigilância, legislação restritiva na Internet e ciberataques
obrigam o CPJ a adicionar o ciberespaço na lista de lugares com tendências
na direção errada. Por Maya Taal

Partidários da Irmandade Muçulmana tentam empurrar um jornalista, ao centro, para longe da academia de polícia onde o presidente deposto Mohamed Morsi foi a julgamento, nos arredores de Cairo, em 4 de novembro de 2013. Talvez em nenhum lugar a liberdade de imprensa teve um declínio de forma mais dramática em 2013 do que no polarizado Egito. (Reuters/Amr Abdallah Dalsh).

fevereiro 12, 2014 1:59 AM ET

Também disponível em
English, Español, Русский, Türkçe, العربية

Leia mais sobre Ataques contra a imprensa »

Mídias sociais

Ver tudo »