Afeganistão

Relatórios   |   Afeganistão, México, Saudi Arabia, Syria

Número de jornalistas mortos cai acentuadamente com a queda recorde no número de assassinatos em represália por seu trabalho

Flores cobrem o caixão do jornalista mexicano Jorge Celestino Ruiz Vazquez, morto em agosto no estado de Veracruz. Ruiz é um dos pelo menos cinco jornalistas assassinados em retaliação por seu trabalho no México em 2019. (Reuters/Oscar Martinez)

À medida que as guerras diminuíram e houve uma baixa recorde no número de jornalistas assassinados em represália por sua cobertura informativa, a cifra total de jornalistas mortos em decorrência de seu trabalho teve um declínio marcante em 2019. Um relatório especial do CPJ por Elana Beiser

dezembro 17, 2019 11:59 AM ET

Tags:

Afeganistão, Brasil, Estados Unidos, México

Quase o dobro de jornalistas assassinados em represália por seu trabalho eleva o número de jornalistas mortos

O jornalista saudita Jamal Khashoggi fala em um evento organizado pelo Middle East Monitor [Monitor do Oriente Médio] em Londres, em 29 de setembro de 2018. Ele foi morto no consulado saudita em Istambul, na Turquia, em 2 de outubro. (Middle East Monitor/Handout via Reuters)

Jornalistas da Arábia Saudita ao Afeganistão e aos EUA foram alvo de assassinato em 2018 em represália por seu trabalho, elevando o total de jornalistas mortos em serviço para a mais alta cifra em três anos. O número de jornalistas mortos em conflitos caiu para o nível mais baixo desde 2011. Um relatório especial do CPJ por Elana Beiser

dezembro 19, 2018 12:00 AM ET

Relatórios   |   Afeganistão, Colombia, Filipinas, Iraque, México, Paquistão, Rússia, Somália, Sri Lanka, Índia

O Caminho para a Justiça

Quebrando o ciclo de impunidade no assassinato de jornalistas

A falta de justiça em centenas de assassinatos de jornalistas em todo o mundo é uma das maiores ameaças à liberdade de imprensa hoje. Enquanto a atenção mundial para a questão tem crescido durante a última década, houve pouco progresso na diminuição das taxas de impunidade. Estados terão que demonstrar muito mais vontade política para implementar compromissos internacionais que impactem os altos índices de violência direcionada rotineiramente enfrentada pelos jornalistas. Um relatório especial do Comitê para a Proteção dos Jornalistas.

outubro 28, 2014 12:01 AM ET

Relatórios   |   Afeganistão, Bangladesh, Brasil, Colombia, Filipinas, Iraque, México, Nepal, Paquistão, Rússia, Somália, Sri Lanka, Índia

Crimes sem Castigo

O Índice de Impunidade do CPJ em 2011 destaca os países onde Jornalistas são assassinados e os responsáveis ficam livres

Calderón prometeu combater os crimes contra a imprensa, mas as ações têm sido lentas (Reuters/Henry Romero)

junho 1, 2011 12:01 AM ET

Também disponível em
English, Español, Français, Русский, العربية

Mídias sociais

Ver tudo »