Notícias   |   Brasil

Casa do jornalista brasileiro é atacada com bomba caseira

Também disponível em English

Um carro da polícia é visto em Guararema, no Brasil, em 4 de abril de 2019. Recentemente, o repórter da rádio Francisco José Jorge de Sousa teve um artefato explosivo lançado contra a sua casa em Ipu, no estado do Ceará. (Reuters/Amanda Perobelli)

No início da manhã de 23 de junho de 2019, uma pequena bomba improvisada explodiu na casa do repórter de rádio Francisco José Jorge de Sousa em Ipu, no estado do Ceará, informou o jornalista ao CPJ por telefone. Ninguém ficou ferido na explosão, afirmou Sousa.

No início da manhã de 23 de junho de 2019, uma pequena bomba improvisada explodiu na casa do repórter de rádio Francisco José Jorge de Sousa em Ipu, no estado do Ceará, informou o jornalista ao CPJ por telefone. Ninguém ficou ferido na explosão, afirmou Sousa.

O incidente se segue a vários outros atentados a bomba e vandalismo na pequena cidade do nordeste do Brasil, na qual explosivos similares explodiram em casas da cidade e pessoas desconhecidas atiraram pedras em casas, de acordo com as informações da imprensa. Ninguém foi ferido nos ataques, de acordo com as reportagens.

Souza cobriu os atentados e o vandalismo para a emissora local Rádio Regional de Ipu AM 1520 e pediu à polícia que os investigasse. Depois disso, sua própria casa foi atacada, contou ao CPJ.

O agressor abandonou as luvas na casa de Souza após o ataque, que identificou o indivíduo como "Tarzan do mal" e incluiu nelas a imagem de Roy Mustang, um personagem de anime japonês, segundo o jornal regional Diário do Nordeste. O infrator emitiu gritos altos enquanto fugia da cena do atentado, segundo o jornal.

Um porta-voz da polícia de Ipu disse ao CPJ que a força policial está ciente dos incidentes, mas não abriu uma investigação por falta de recursos.

Publicado

Gostou deste artigo? Apóie nosso trabalho