Repórter cubano é solto e vai para Madri; agora são 11 os libertados

Nova York, 23 de julho de 2010 O repórter José Ubaldo Izquierdo Hernández foi liberado de um presídio cubano e chegou hoje a Madri, tornando-se o 11º jornalista independente libertado pelo governo de Havana este mês.  

“Meus colegas e eu nos abraçamos calorosamente na minha chegada, compartilhando nossa alegria pela liberdade reconquistada e nossa tristeza por deixar Cuba”, disse Izquierdo Hernández ao CPJ durante entrevista por telefone. “Meu sonho de ver meu país desfrutando da liberdade de expressão, assim como de outros direitos, ainda não se tornou realidade. Como jornalista, tem sido muito doloroso experimentar a falta desta liberdade”.

Izquierdo Hernández, que estava cumprindo uma sentença de 16 anos de prisão imposta em 2003, chegou com sua família por volta das 13h30 (hora local) em um vôo da Ibéria, informou o jornalista. Ele disse que se mudará na próxima semana para o Chile, onde o governo lhe ofereceu asilo político. “Planejo retomar minha carreira jornalística assim que chegar ao meu novo destino”, contou Izquierdo Hernández.

Depois de negociações com a Igreja Católica em Cuba, o governo do presidente Raúl Castro concordou este mês em libertar um total de 52 dissidentes presos durante a ofensiva de março de 2003 contra políticos da oposição e a imprensa independente, conhecida como Primavera Negra. Nove jornalistas detidos durante a repressão de 2003 continuam na prisão, assim como outro que foi detido mais tarde, segundo uma investigação do CPJ.

O governo não divulgou seus planos de libertação dos demais jornalistas e dissidentes encarcerados.

Neste link é possível ler as informações sobre Izquierdo Hernández publicadas no censo anual do CPJ sobre jornalistas presos, realizado em dezembro de 2009.

23 de julho de 2010, 5:54 PM ET |
Tamanho do texto
A   A   A
Ferramentas

   

Print Imprimir

Share Compartilhar

Mais sobre