México

2018


Afeganistão, Brasil, Estados Unidos, México

Quase o dobro de jornalistas assassinados em represália por seu trabalho eleva o número de jornalistas mortos

O jornalista saudita Jamal Khashoggi fala em um evento organizado pelo Middle East Monitor [Monitor do Oriente Médio] em Londres, em 29 de setembro de 2018. Ele foi morto no consulado saudita em Istambul, na Turquia, em 2 de outubro. (Middle East Monitor/Handout via Reuters)

Jornalistas da Arábia Saudita ao Afeganistão e aos EUA foram alvo de assassinato em 2018 em represália por seu trabalho, elevando o total de jornalistas mortos em serviço para a mais alta cifra em três anos. O número de jornalistas mortos em conflitos caiu para o nível mais baixo desde 2011. Um relatório especial do CPJ por Elana Beiser

dezembro 19, 2018 12:00 AM ET

Notícias   |   México

Jornalista mexicano é morto a tiros em Nayarit

Um policial monta guarda depois que membros da imprensa escreveram mensagens na rua durante um protesto contra o assassinato ou desaparecimento de mais de 140 jornalistas no México desde 2000, em frente ao Palácio Nacional na Cidade do México em 1º de junho de 2018. O corpo do jornalista Alejandro Márquez Jiménez foi encontrado em 1º de dezembro de 2018, perto de Tepic, capital do estado de Nayarit, no noroeste do país. (AFP/Yuri Cortez)

Cidade do México, 4 de dezembro de 2018 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) insta as autoridades mexicanas a realizar imediatamente uma investigação confiável e rigorosa sobre o assassinato do jornalista Alejandro Márquez Jiménez, cujo corpo foi encontrado em 1º de dezembro próximo a Tepic, capital do estado de Nayarit, de acordo com as informações da imprensa.

dezembro 5, 2018 6:29 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   México

Jornalista mexicano é morto a tiros em Chiapas

Vendedores e clientes caminham em um mercado em San Cristóbal de las Casas, em Chiapas, no México, em 31 de dezembro de 2013. Um jornalista mexicano foi morto a tiros em Chiapas em 21 de setembro de 2018. (Reuters/Claudia Daut)

Cidade do México, 24 de setembro de 2018 - As autoridades mexicanas devem realizar imediatamente uma investigação rigorosa e confiável sobre o assassinato do repórter Mario Leonel Gómez Sánchez no estado de Chiapas, no sul do México, informou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

setembro 25, 2018 4:17 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   México

Cinegrafista mexicano morto em Quintana Roo

Um membro da imprensa pendura fotos de colegas durante um protesto contra o assassinato ou desaparecimento de jornalistas no México em frente ao Palácio Nacional na Cidade do México em 1º de junho de 2018. O cinegrafista mexicano Javier Enrique Rodríguez Valladares foi morto em Cancun, no sul do país, no estado de Quintana Roo, em 29 de agosto. (AFP/Yuri Cortez)

Cidade do México, 30 de agosto de 2018 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) insta as autoridades mexicanas a empreender uma investigação imediata e confiável sobre o assassinato de Javier Enrique Rodríguez Valladares, cinegrafista de uma emissora de televisão sediada em Cancun, no sul do país, estado de Quintana Roo. Rodríguez Valladares foi baleado por desconhecidos por volta das 18h00, em 29 de agosto, de acordo com reportagens.

setembro 4, 2018 2:08 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   México

Jornalista e proprietário de meio de comunicação social mexicano é morto em Quintana Roo

Membros da imprensa seguram imagens de colegas durante protesto contra o assassinato ou desaparecimento de jornalistas e fotojornalistas no México, em frente ao Palácio Nacional na Cidade do México, em 1º de junho de 2018. O jornalista mexicano e proprietário de meio de comunicação Rubén Pat foi morto em Playa del Carmen, no estado de Quintana Roo, no sul do México, em 24 de julho. (AFP/Yuri Cortez)

Cidade do México, 25 de julho de 2018 - Autoridades do estado de Quintana Roo, no sul do México, devem empreender uma investigação rápida, confiável e cabal sobre o homicídio do jornalista e proprietário de mídia Rubén Pat Cauich. Ele foi morto a tiros por um agressor desconhecido em 24 de julho em um bar na cidade litorânea de Playa del Carmen, no estado mexicano de Quintana Roo, no sul do país, segundo as informações da imprensa e um comunicado das autoridades estaduais. O assassinato ocorreu apesar de Pat ter sido inscrito em um esquema de proteção federal após ameaças e ataques anteriormente relatados contra ele, e menos de um mês depois de um de seus repórteres ter sido assassinado.

julho 27, 2018 3:49 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   México

Jornalista mexicano assassinado em Quintana Roo

Jornalistas protestam pelo assassinato do colega José Guadalupe Chan Dzib em frente à Prefeitura de Playa del Carmen, estado de Quintana Roo, México, em 30 de junho de 2018. Chan foi morto a tiros no dia 29 de junho em Sabán, em Quintana Roo. (AFP/Joel Tzab)

Cidade do México, 5 de julho de 2018 - As autoridades do estado de Quintana Roo, no sul do México, devem realizar imediatamente uma investigação rápida e confiável sobre a morte do jornalista José Guadalupe Chan Dzib e levar os responsáveis ​​à justiça, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). Chan Dzib foi baleado e morto por um agressor desconhecido na noite de 29 de junho em um bar em Sabán, a cerca de 240 km a sudeste da cidade turística de Cancun.

julho 6, 2018 7:47 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   México

Jornalista mexicano é encontrado morto no estado de Tamaulipas

Uma visão da Cidade do México, México, em 24 de abril de 2018. Héctor González Antonio, correspondente do jornal Excelsior e da TV Imagen, foi encontrado morto no norte do estado mexicano de Tamaulipas em 24 de maio de 2018, segundo os informes. (Reuters / Gustavo Graf)

Cidade do México, 30 de maio de 2018 - As autoridades do estado mexicano de Tamaulipas devem empreender uma investigação rápida e confiável sobre a morte de Héctor González Antonio, correspondente do jornal de circulação nacional Excelsior e da emissora de TV Imagen, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

junho 1, 2018 8:50 AM ET

Também disponível em
Español, English

DECLARAÇÕES, México

México deve identificar mentor do assassinato de Javier Valdez Cárdenas

Police and government officials, pictured at a press conference in Mexico City on April 24, announce the arrest of a suspect in the murder of journalist Javier Valdez Cárdenas. (CPJ/Jan-Albert Hootsen)

Cidade do México, 24 de abril de 2018 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) saudou a prisão de um suspeito no caso do assassinato do jornalista mexicano Javier Valdez Cárdenas. Em uma coletiva de imprensa realizada hoje, a polícia nomeou o suposto cúmplice do assassinato de 2017, Heriberto 'N', de 26 anos, conhecido como "El Koala", e disse que Valdez foi morto por suas reportagens. A prisão foi anunciada através do Twitter, ontem, pelo secretário do Interior do México, Alfonso Navarrete.

abril 25, 2018 3:21 PM ET

Também disponível em
English, Español

Tags:

Notícias   |   México

Dois policiais mexicanos condenados por assassinato de Moisés Sánchez; supostos chefes ainda em liberdade

Um retrato de Moises Sánchez na casa de seu filho, em agosto de 2015. O jornalista de Veracruz, conhecido por sua cobertura crítica das autoridades locais, foi sequestrado e assassinado em janeiro de 2015. (AFP / Alfredo Estrella)

Cidade do México, 28 de março de 2018 - O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) saudou hoje a condenação de dois policiais do estado mexicano de Veracruz, que foram julgados por seu envolvimento no assassinato, em 2015, do jornalista Moisés Sánchez Cerezo. Os dois homens foram sentenciados a 25 anos de prisão em 23 de março, segundo um comunicado divulgado ontem pela Procuradoria Geral do Estado de Veracruz (FGE).

março 30, 2018 11:42 AM ET

Também disponível em
English

Notícias   |   México

Repórter mexicano é morto no estado de Veracruz

Ondas arrebentam no quebra-mar em Veracruz, México, em setembro de 2017. Veracruz é uma das áreas mais perigosas do Hemisfério Ocidental para os jornalistas, de acordo com a pesquisa do CPJ. (Reuters / Victor Yanez)

Cidade de Chihuahua, 23 de março de 2018 - As autoridades do Estado de Veracruz, no México, devem realizar uma investigação verossímil e completa sobre o assassinato do jornalista Leobardo Vázquez Atzin, informou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). Vázquez foi morto a tiros por desconhecidos na noite de 21 de março no restaurante que possuía na cidade de Gutiérrez Zamora, aproximadamente a 320 quilômetros a leste da Cidade do México, de acordo com reportagens e informações fornecidas ao CPJ pelas autoridades estaduais de Veracruz.

março 23, 2018 9:16 AM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   México

Blogueira e satirista mexicana é morta no estado de Guerrero

A visão geral de uma praia vista em Acapulco, no México, em setembro de 2017. Dois agressores não identificados mataram, em 5 de fevereiro, Pamika Montenegro, jornalista, satirista e comentarista de mídia social, em seu restaurante em Acapulco. (Reuters / Troy Merida)

Cidade do México, 8 de fevereiro de 2018 - As autoridades do estado de Guerrero, no sul do México, devem empreender uma investigação exaustiva sobre o assassinato de Pamika Montenegro, jornalista, satirista e comentarista de redes sociais, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). Dois agressores não identificados a mataram em 5 de fevereiro no restaurante que possuía na cidade balneária de Acapulco, de acordo com a imprensa.

fevereiro 12, 2018 12:11 PM ET

Também disponível em
English, Español

Notícias   |   México

Jornalista mexicano morto em Tamaulipas

Fotojornalista registra as imagens do repórter Cândido Rios, morto em Veracruz, durante manifestação contra seu assassinato realizada no prédio do Ministério do Interior na Cidade do México, México, em 24 de agosto de 2017. No ano passado, pelo menos seis repórteres foram assassinados no país em retaliação pelo seu trabalho, de acordo com a pesquisa do CPJ. (Reuters / Henry Romero)

Cidade do México, 16 de janeiro de 2018 - As autoridades do estado do Tamaulipas, no norte do México, devem empreender uma investigação séria e rápida sobre o assassinato do jornalista Carlos Domínguez Rodríguez, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). No dia 13 de janeiro, agressores desconhecidos mataram Domínguez Rodríguez enquanto ele dirigia para a cidade de Nuevo Laredo, perto da fronteira do Texas, de acordo com as informações da imprensa.

janeiro 17, 2018 2:01 PM ET

Também disponível em
English

Notícias   |   México

Jornalista mexicano atacado pela polícia no estado de Guerrero

Um ativista coloca um painel de fotos de jornalistas mortos no México durante uma manifestação contra o assassinato de jornalistas no México, fora do prédio da Promotoria Especial de Atenção aos Crimes contra a Liberdade de Expressão (FEADLE, sigla em espanhol) na Cidade do México, México, em 15 de junho de 2017. (Reuters/Edgard Garrido)

Cidade do México, 10 de janeiro de 2018 - Autoridades do estado mexicano de Guerrero devem investigar rigorosa e seriamente a alegada violência policial contra um repórter na cidade de La Concepción em sete de janeiro, disse hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). De acordo com declarações que cinco jornalistas deram à mídia local após a suposta violência, policiais estaduais atacaram um jornalista que cobria os violentos confrontos entre policiais e soldados e membros de uma autodenominada força policial comunitária.

janeiro 16, 2018 7:12 PM ET

Também disponível em
English, Español

« 2017 | 2019 »