DECLARAÇÕES, Guatemala

Guatemala prende legislador acusado de planejar assassinato de 2 jornalistas

Também disponível em English, Español

Um homem agita uma bandeira guatemalteca na Cidade da Guatemala, Guatemala, em 14 de setembro de 2017. (Reuters/Luis Echeverria)

Nova York, 16 de janeiro de 2018 - A prisão de um legislador acusado de conspirar para o assassinato de dois jornalistas em 2015 é um passo importante contra a impunidade na Guatemala, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ). As autoridades guatemaltecas detiveram o mentor que alegadamente ordenou o ataque que matou Danilo López e Federico Salazar, deputado Julio Juárez Ramírez, perto de sua casa na manhã do dia 13 de janeiro e o acusou de homicídio, segundo as informações da imprensa.

"Frequentemente casos de assassinatos de jornalistas no Triângulo do Norte da América Central terminam com a condenação de pistoleiros de baixo escalão ou com total impunidade", disse o vice-diretor executivo do CPJ, Robert Mahoney. "A prisão do suposto autor intelectual é um passo significativo para a justiça por Danilo López e Federico Salazar. Esperamos que as autoridades guatemaltecas persigam todos os responsáveis ​​e quebrem o ciclo de impunidade com este caso".

López, repórter do jornal da Cidade da Guatemala Prensa Libre e Salazar, repórter da rádio Nuevo Mundo, também da Cidade da Guatemala, foram baleados por dois homens armados não identificados enquanto caminhavam em um parque em Mazatenango, a capital do departamento [estado] sudoeste de Suchitepéquez, em março de 2015, documentou o CPJ na época.

Segundo os investigadores da Comissão Internacional contra a Impunidade na Guatemala (CICIG), Juárez ordenou o ataque a López porque ele estava trabalhando em uma reportagem sobre corrupção no governo local de Santo Tomás La Unión, onde Juárez era o então prefeito. Em dezembro de 2017, o Departamento do Tesouro dos EUA sancionou Juárez sob Global Magnitsky Human Rights Accountability Act por seu suposto envolvimento nos assassinatos.

Publicado

Gostou deste artigo? Apóie nosso trabalho