Argentina

2013

Notícias   |   Argentina

O CPJ insta a libertação de jornalista acusado de sedição

Nova York, 18 de dezembro de 2013-As autoridades argentinas devem libertar imediatamente um editor que está detido há mais de uma semana acusado de instigar a sedição, afirmou hoje o Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ).

dezembro 18, 2013 6:07 PM ET

Também disponível em
English, Español

Ataques contra a imprensa   |   Argentina

Ataque à Imprensa em 2012: Argentina

As disputas entre o governo de Cristina Fernández de Kirchner e os principais meios de comunicação se intensificaram. Apesar de uma decisão da Corte Suprema que ordenou a distribuição equitativa da publicidade estatal, o governo de Kirchner continuou a negar propaganda governamental aos veículos críticos à sua gestão, enquanto não poupava anúncios aos que faziam uma cobertura favorável à administração, segundo um relatório especial do CPJ. Tanto a Corte Suprema como um tribunal de apelações federal aplicaram uma multa ao Executivo por descumprir a decisão, mas o governo não demonstrou nenhuma intenção de acatá-la. O governo também prosseguiu com a prática de atacar e insultar jornalistas e executivos associados a duas das principais empresas de mídia do país, Clarín e La Nación, às vezes usando campanhas de difamação em programas da televisão pública. Esses grupos de mídia, por sua vez, criticaram implacavelmente o governo. O resultado foi um clima extremamente polarizado, com os meios de comunicação dedicando considerável espaço para desacreditar um ao outro, e cidadãos sendo privados de fontes objetivas de informação sobre assuntos vitais de interesse público.

fevereiro 14, 2013 12:03 AM ET
« 2012 | 2014 »